Página Web do Sadao Massago     página LaTeX    Português


Início   Breve História do TeX   Documentos e Fontes   No Linux   Instalação em Windows   Ferramentas Auxiliares   LaTeX e Gráficos   Pacotes Importantes   LaTeX via Exemplos   Referências


Tipos de Documentos e Fontes 

Tabela de Conteúdos


Tipos de documentos/textos

Documentos formais ou técnicos
Documentos técnicos e formais destinam aos públicos específicos pré-determinados. Por exemplo, livors e artigos são lidos pelas pessoas que estudam tal assunto e os documentos tais como oficio, comunicado, etc são lidos pelas pessoas a quem destina. Em geral, o público escolhe pelo conteúdo, ou até pode não ter a escolha. Portanto, não é necessário atrair a atenção do público. Como a leitura destes tipos de documentos costumam ser cansativos, devem elaborar de forma que seja objetiva e fácil de ser lidos. O contraste criado deve ser somente para enfatizar a parte mais importante e não para enfeites.

O documentos técnicos e científicos tais como livros e artigos requer diagramação bem rigorosa e devem satisfazer estilos exigidos pela edição. Além disso, diversos recursos adicionais tais como equações matemáticas, diagramas químicas, gráficos científicos, etc são necessários. Estes editores costumam receber a denominação "Scientific" e são mais difíceis de ser implementados.  O sistema de diagramação TeX também foi desenvolvido especialmente para elaborar documentos técnicos científicos. Característica principal dos editores desta categoria é automação e precisão na diagramação.
Veja um exemplo deste estilo no  formato PDF ou código fonte em LaTeX (requer xypic, xymtex, geometry, ae).

Os documentos formais são bastante usados nos escritórios e os editores deste tipo constumam receber a denominação "office". Este é um dos editores mais comercializados. A característica principal deste tipo de editor é facilidade de uso.
Veja um exemplo no formato PDF ou código fonte em LaTeX (requer geometry). Como está usando fonte Post Script (Times) para deixar o documento mais "leve", deverá compilar para PS ou PDF para não ter problemas de fontes.

Documentos informais
Documentos informais compreende livros de romance, contos, etc que não apresentam públicos pré-definodos. Como eles não tem a obrigação de ler, terá que preocupar um pouco em atrair o público, mas também deve preocupar na facilidade de leitura, pois muitos destes documentos costumam ser longas. Em geral, costuma criar contraste na capa e abertura de capítulos para atrair a tenção,  mas o corpo do documento continua sem muitos contrastes desnecessários. O estilo do documento informal varia desde o estilo documento formal até o estilo publicitário, dependendo do público alvo e objetivo do conteúdo. Como os editores para documentos formais e científicos conseguem desempenhar a edição dos documentos informais, não é comum encontrar editor específico para esta finalidade.
Veja um exemplo no formato PDF ou código fonte em LaTeX (requer titlesec, fancybox e geometry). Note que, o Computer Modern não é apropriado para este tipo de documento devido ao clima "duro". A fonte usado foi Palatino. Como está usando fonte Post Script, precisará compilar para PS ou PDF para evitar problemas de fontes.

Textos publicitários
Textos publicitários objetiva mostrar algo ao público que nem sempre está interessado ter tal informação. Portanto, a primeira preocupação é chamar a atenção do público. Exemplos práticos desta categoria varia desde jornais e revistas informais até propaganda. Jornais e revistas costumam usar estilo um pouco mais comportado, apesar de criar grandes contrastes nos títulos para chamar atenção, mas nas propagandas e cartazes já usam estilos mais ousados e livres. Editores para esta finalidade difere dos anteriores e costumam receber a denominação de "Publisher". Para elaborar um bom documento publicitário, não basta ter bom domínio do editor apropriado, mas também precisará bom conhecimento é habilidade sobre elaboração dos materiais publicitários.
Veja um exemplo do estilo jormal no formato PDF ou código fonte em LaTeX (requer fancybox). Note que, o computer Modern não é apropriado para este tipo de documento devido ao clima "duro". A fonte usada foi New Century School Book. Como esta usando a fonte Post Script, deverá compilar para PS ou PDF para não ter problemas de fontes. Veja também o exemplo do material no estilo livre, no formato PDF ou código fonte em MS Power Point 97.

Outros Materiais Científicos

Poster (Painel)
Poster (Painel) pode ser pensado como resumo na forma de cartaz. Já que ele fica exposto ao público, poderá usar um pouco do recurso de publicidade, mas deve ser usado com modelação e muito cuidado, pois ele é de caráter científico. Note que o tamanho das letras/figuras deve ser grande (em torno de 24pt ou superior) para poder ler sem chegar muito perto. Também é aconselhavel que use fontes fáceis de ser lido como Sans Serif ou Serifa Grossa. O uso das figuras deixa o trabalho mais atraente sem que quebre o rigor científico e evita termos técnicos. O cuidado na elaboração é mesmo do resumo. Portanto, evite escrever muitos detalhes devido a limitação de espaços. Note que, usando 24pt (2x o 12pt em cada lado), ocuparia 4x o espaço de 12pt. Como A0 (tamanho de um poster) é 16x o A4, o conteúdo que cabe num painel de tamanho A0 é de 4 folhas de A4 com letra de 12pt, no máximo. Portanto, faça um resumo de 4 folhas no papel A4 com letra de 12pt antes de preparar o painel. Se conseguir reduzir o resumo ainda mais, poderia aumentar mais a letra no painel, o que facilitaria a leitura.
Uma forma de construir painel econômica é imprimir várias folhas de A4 e colar, mas é mais difícil de obter uma boa aparência, pois as letras usadas são grandes. Neste casso, deve dividir o conteúdo do texto em pequenos blocos de forma que cada bloco fique em uma folha. Para ter idéia do tamanho de cada bloco, isto equivalênte a 1/4 do papel A4 com letra 12pt. Devido as letras grandes, os papeis devem ser usadas no modo paisagem. Assim, caberia 2 colunas verticais (A4 no modo paissagem) com 5 linhas horizontais, tendo 10 papeis A4. Assim, o conteúdo deve ser reduzido para máximo de 2 folhas e meia de A4 com letras de 12pt. Se não estiver preocupado com a parência, poderá recortar o papel A4 e colocar 3 colunas, mas msmo assim, deve reduzir o conteúdo em torno de 3 folhas de A4 com letras de 12pt.

Veja um exemplo no formato PDF preparado para um painel (A0), ou código fonte em LaTeX. No painel, é altamente recomendável que coloque ilustrações para atrair atenção.

Documento de tela estilo slide
É pouco usado para fins científicos, mas estou citando para que não faça slides de apresentação usando estilo do slide de tela. Slides para tela é em geral, usado para deixar na internet para que as pessoas possam ter a idéia do seu trabalho. Ele é uma espécie de mini-resumo organizada como sequências de slides. Como objetivo é dar idéia rápida, não deve colocar detalhes, nem deve ser longa. Efeitos especiais devem ser modeladas no caso de materiais científicos. Como é para ser visto na tela do computador por uma única pessoa, as letras não precisam ser tão grandes como da transparência/slide de apresentação, mas também não pode ser pequena para que facilite a leitura. Coloque os links nos pontos estratégicos. Caso for no modo "full screen", coloque também o botão de navegação (frente/atras). Note que no slide de tela estilo informal, como os que circulam pelo mail apresenta preparação diferente (por exemplo, prefere auto apresentação e usa bastante efeitos especiais e recursos publicitários). Sempre que é informal, começará preocupar em chamar atenção do público. Veja um exemplo simples (sem ilustração) em PDF ou código fonte em LaTeX (requer pdfscreen. Deve rodar em pdflatex). Veja outro exemplo preparado por pacote beamer em PDF ou código fonte em LaTeX.

Transparências e slides de apresentação
Material para apresentação tais como transparências (impressos) e slides de apresentação (usando "datashow/canhão") não é exatamente um "documento" e difere de todos casos anteriores. O conteúdo destes materiais nem sempre é auto suficiente, mas sempre será acompanhado de um expositor para dar explicações. O objetivo é guiar o expositor/público e não deve ser confundido com o slide de tela.
O tamanho da letra/figura sempre deve ser levado em conta para que não fique cansativo. O tamanho da letra dependem das fontes utilizadas, mas use acima de 24pt para ambientes pequenos como sala de aula e em torno de 36pt ou superior, para ambientes grandes como auditório. Mesmo no ambiente bem pequeno, deve usar tamanho acima de 20pt. Sempre é bom usar letras com boa visibilidade tais como Sans Serif ou Serifa Grosa. O segredo é escrever pouco e falar muito. Quando contém muitas informaçòes, esconda a parte que ainda não está sendo explicado e vá mostrando conforme a necessidade. Componentes de enfeite devem ser usados com modelação.
Quando vai usar o "datashow/canhão", poderá ter a idéia de como vai ficar quando for projetada, olhando na tela do computador. Verifique se a cor do fundo dá um bom contraste com o texto. Quando aplicar o gadiente no fundo, verifique se todas as partes da transparência apresenta bom nitidez. Caso tiver parte com baixo contraste, tente trocar a cor da letra. Lembre-se que "datashow/canhão" costuma apresentar contraste menor que do projetor de transparências.
Caso de transparências impressas, deve ter cuidado especial na combinação das cores, pois dependendo da impressora, as cores fortes criam camada grossa de tinta o eles tendem a preto quando projetado, o que causa a redução do contraste criado pelas duas cores. Se tiver apenas uma impressora jato de tinta simples, tirar xerox colorido evita esta queda de contrastes. Mas de qualquer jeito, é bom usar a cor do fundo bem clara. Melhor mesmo é enfeitar usando a moldura e evitar a cor do fundo. Estes cuidados são essenciais, caso queira obter uma versão impressa em preto/branco. Para ter idéia de como apareceria quando for projetada, pegue a transparência e coloque contra luz (nunca julgue olhando diretamente).
Veja um exemplo da transparência (para impressão preto/branco) no formato PDF ou código fonte em LaTeX. Agora, um exemplo do slides de apresentação (para ambiente pequeno) que também pode ser impressos na transparência, no formato PDF ou código fonte em LaTeX (requer o pacote beamer). Vejam outro similar, usando o pacote pdfscreen no formato PDF ou código fonte em LaTeX. Outro exemplo do slide de apressentação (que não é apropriado para ser impresso na transparência) no formato PDF ou código fonte em LaTeX (requer prosper), outro exemplo de slides de apresentação (que pode ser impresso na transparência colorida), no formato PDF ou código fonte em Open Office.

Categoria ou família de tipografia

Veja uma amostra das famílias da fonte em PDF ou código fonte em LaTeX (requer geometry, concmath, calligra, oldgerman). Para explicação e mais exemplos de cada categoria, veja exemplo correspondente no link abaixo.

Estilo antigo
Estilo Moderno
Serifa Grossa (Clarendon ou egípcios)
Sem Serifa (Sans Serif)
Mono Espaçado (type writer)
Manuscrito (caligráfica)
Decorativo
Nota: Existem diversos fontes de símbolos para usos específicos. Eles não são "letras", mas símbolos representativos tais como símbolos matemáticos, simbolos musicais, naipe do baralho, símbolos de signo, etc. Para cobrir estes símbolos usados para diversos propósitos, o LaTeX dispõe um conjunto com mais de 2.500 (dois mil e quinhentos) símbolos e fontes especiais. Veja o Comprehensive Symbols List (CTAN).
Fontes para LaTeX: Para ver as fontes disponíveis para LaTeX, veja o site http://www.tug.dk/FontCatalogue/allfonts.html.

Contrastes

Quando tem muito pouco contraste, parecerá um erro, o que é denominado de "conflito". Para evitar conflito, pode precisar de combinar mais de um elemento de contraste. Note que, nos textos científicos/formais, o contraste não pode ser exagerado para manter facilidade de leitura.

Notas sobre fontes do (La)TeX

(La)TeX usa Computer Modern com serifa engrossada, como fonte padrão para corpo do texto (e equações). O TeX foi desenvolvido especialmente para documentos científicos e portanto, foi adotado a fonte Modern que oferece um clima de seriedade devido a sua aparência elegânte e frio. Como esta fonte é "duro", não deve ser usado para textos informais. Para tais documentos, deverá usar a fonte do estilo antigo, tal como Times ou Palatino. Note que o Kunuth desenvolveu a fonte Computer Modern juntemente com o TeX, especialmente para documentos técnicos e científicos.
No caso do documento científico, todas fontes usadas devem estar coerentes. A fonte Computer Modern apresenta três famílias básicas de fontes que são Romano (fonte do estilo Moderno), Sans Serif e Typewriter. Além desta três fontes os Símbolos também foram desenhadas de forma que combinem perfeitamente. Veja aqui, um exemplo em PDF ou fonte em LaTeX (requer ae e geometry) que apresenta coerência perfeita entre suas fontes. Compare com a combinação Times, Arial e Courier usual do MS Word (C) em PDF ou em MS Word 97 que não tem a mesma coerência (compare a espessura do "typewriter" com os demais fontes), além de ter muita pouca opção de fontes e símbolos matemáticos. Se preferir, veja a mesma combinação gerada pelo Open Office no ambiente Windows, no formato PDF ou no formato Open Office 1.01.
Devido ao ar "duro" do "Computer Modern", sempre teve grupos de pessoas que usava a fonte Times. As vezes isto colocava em risco, a qualidade do documento científico devido a falta de fontes gratuitos baseado em Times. Quem poderá pagar, como editora de livros e revistas, tinha opção de usar o "MathTimes" com fontes comerciais ou até mesmo o (La)TeX comercial que vinha com fontes baseado em Times de qualidade profissional. No entanto, a alternativa gratuita como o uso de PSNSS em que combinava Times, Helvetica e Courier não oferecia o mesmo nível de qualidade do Computer Modern, como neste exemplo em PDF ou código fonte em LaTeX (requer geometry). A tentativa de usar o Palatino do PSNFSS também era similar como neste exemplos em PDF ou código fonte em LaTeX (requer geometry). O uso do Times pelo pacote PSNFSS oferece boa qualidade somente quando não dependa da fonte typewriter, e também das fontes e símbolos adicionais, inclusive do AMS.
Durante esta tentativa de usar Times, até apareceu pacotes do (La)TeX desenvolvida especialmente para acessar fontes de Windows, o que também apresentava baixa qualidade científica do documento. A combinação de Times, Arial e Courier com problemas de harmonia e falta de símbolos e fontes matemáticos já foi visto acima. No caso de (La)TeX, complementaria os símbolos e fontes que faltam, usando o Computer Modern. Isto oferece a qualidade ainda inferior que do PSNFSS.
Motivado pela necessidade das fontes gratuítas de qualidade profissional que se baseie na fonte Times, "Young Ryo" desenvolveu um conjunto de fontes Post Script para ser usado no LaTeX, chamado de "txfonts". Esta fonte e seu irmão "tpfonts" (similar a "txfonts", mas baseado em "Palatino") estão sendo distribuidas pelo CTAN e apresentam alto grau de qualidade tipografica tanto quanto o "Computer Modern". Veja um exemplo do "txfonts" no formato PDF ou fonte em LaTeX (requer geometry e txfonts) e pxfonts no formato PDF ou fonte em LaTeX (requer pxfonts e geometry), ambos com qualidade profissional.
Para produzir documentos científicos baseados na fonte de serifa grossa, poderá usar o Concrete Roman, desde que não dependa das fontes especiais (carregadas pelo pacote) que não são oferecidas pelo padrão do LaTeX ou pelo AMS. Veja um exemplo em PDF (devido a falta de fontes Post Script, Acrobat Reader apresentará péssima qualidade. Prefira o Ghostscript/gsview) ou código fonte em LaTeX (requer concmath).
Para quem pretende produzir documentos que não requer qualidade tipográfica profissional, ou que não dependam das equações matemáticas, ainda existem várias opções de fontes do PSNFSS. Vejam os exemplos: New Century School Book em PDF ou código fonte em LaTeX (requer geometry), BookMan em PDF ou código fonte em LaTeX (requer geometry), Utopia em PDF ou código fonte em LaTeX (requer geometry), Charter em PDF ou código fonte em LaTeX (requer geometry. No MikTeX 2.2, requer atualizacao do PSNFSS), Zaft Chancery em PDF ou código fonte em LaTeX (requer geometry). O PSNFSS ainda possui um pacote especial "pifont". Veja um exemplo de uso do pifont, em PDF ou fonte em LaTeX (requer geometry).
O (La)TeX dispõe de diversas outras fontes que podem ser obtidas do CTAN. Veja um exemplo de textos caligráficos no formato PDF ou código fonte em LaTeX (requer calligra e geometry. No MikTeX, requer instalacao separada do arquivo de estilos), Fontes Old German em PDF ou código fonte em LaTeX, "initial fonts" em PDF ou código fonte em LaTeX (requer geometry). Para ter idéia da diversidade das fontes, visite o CTAN (http://www.ctan.org/tex-archieve/fonts), mas lembre-se que nele se inclui pacotes que requer fontes comerciais. Se ainda sentir falta, poderá usar inclusive as fontes True Type (fontes de Windows), mas para ter aproveitamento das fontes não padrão, é necessário aprender sobre o uso correto destas fontes. O uso das fontes do sistema não é recomendável mesmo para documentos não científicos, devido a portabilidade do documento.
Nota: no MikTeX 2.2 (setembro/2002) precisará atualizar o mapeamento da fonte Charter para PSNFSS. Estas atualizações encontram no CTAN (http://www.ctan.org/tex-archieves/).

Especificação das fontes no LaTeX

No LaTeX, as fontes são especificadas pela famíla (font family), peso (font series), forma (font shapes) e tamanho.
Família (family): Usam três famílias básicos de fontes que são rmfamily (Romano: fontes serifadas como estilo Moderno, Serifa Grosso e Estilo Antigo) usado no corpo do documento e equações, sffamily (Sans Serif: fontes sem a serifa) que é usado para transparência, slides de apresentação e painel que requer alta visibilidade, e ttfamily (Typewriter ou nono espaçado: fontes de "arame" igualmente espaçados) para usar no texto que deve ser lido no pé da letra, tais como código de programas e parte do documento original de muita importância (quando coloca entre aspas, o que interessa é significado. O texto já pode ter traduzido ou até simplificado).
Note que o estilo das famílias de fontes (que foram usadas) no documento científico devem ser coerentes. Portanto, a troca de uma das fontes requer a troca das outras para que tenha coerência, a não ser que outra fonte não serão usadas. Por exemplo, se o Romano for trocado para Times, deverá trocar também o Sans Serif (se usar) e Typewriter (se usar) para que tenha harmonia. Para tanto, devemos usar os pacotes prontos para alterar as fontes de forma adequada. Veja o notas sobre fontes do LaTeX para maior detalhes.
Nota: a família de fonte padrão para corpo do texto é especificado pela \familydefult que pode ser alterado. Por exemplo, poderá configurar para sffamily quando prepara transparências ou paineis. Veja exemplo de três famílias básicas de fontes em LaTeX (usando Computer Modern), em PDF ou código fonte em LaTeX.

Peso (series): Para destacar algumas palavras importantes. Existem duas séries (peso) que são mdseries (mediun que é normal) e bfseries (negrito usado para destacar). Veja o exemplo de series básicas do LaTeX em PDF ou código fonte em LaTeX.

Forma (shape): Para enfatizar, mas não para destacar tanto quanto o negrito, tem a shape (forma)  \upshape (Upright é reto que é normal) e \itshape (ítalic para destacar). Ainda tem mais dois shapes que é menos usados: \slshape (Slanted ou oblique) que requer combinação com outros elementos de contraste para evitar conflito, e \scshape (Small Caps que é letra em caixa alta com tamanhos variados) que deve ser usado com modelação.  Note que \emph{} é usado para enfatizar, alterando entre \upshape e \itshape. Veja a especificação básica do LaTeX para forma, em PDF ou código fonte em LaTeX.

Observação: Para indicar um bloquinho de texto com valores acima, usa-se o \textxx{texto} onde "xx" é duas primeiras letras da especificação de family, serie ou shape acima. Estes comandos podem ser combinados. Para indicar a fonte normal, usa-se o \normalfont ou textnormal{}. Para criar enfase, usa-se o \em ou \emph{} que altera automaticamente entre upshape e itshape. Note que a alteração do estilo de letra do texto não interfere no estilo matemático, pois isto pode estragar a exigência da representação nas fórmulas matemáticas. Equivalente de \textxx{texto} dentro do modo matemático é \mathxx{} onde xx é similar ao do bloco de texto, que são: rm, bf, sf, tt, it e cal. Estas especificações atuam em conjunto com a especificação da fonte no corpo do texto. O \mathcal{} indica a "forma" (shape) caligráfica (somente maiúscula) que é usado para matemática. No AMS ainda inclui \matbb{} que é Blackboard Bold útil para representar conjuntos como real, racional, etc (além das fontes do AMS que já vem com LaTeX, existem diversas outras fontes Blackboard Bold tal como \mathds{} do dsfont). Para indicar a fonte matemática normal dentro de \mathxx{}, poderá usar o \mathnormal{}.
As vezes precisará da fórmula matemática em negrito para combinar com o texto em negrito. Neste caso, poderá usar o \mathversion{bold} e \mathversion{normal} para ativar/desativar o negrito no modo matemático.

Tamanhos (size): Tamanhos disponíveis, de menor para maior são: \tiny, \scriptsize, \footnotesize, \small, \normalsize (tamanho normal), \large, \Large, \LARGE, \huge, \Huge. Eles oferecem o tamanho relativo aos tamanho base da letra que em geral são 10pt, 11pt, ou 12pt. Exceto para documentos publicitários, não é recomendável que use o tamanho diferênte dos que são oferecidos pelos comandos acima, pois pode causar conflitos ou exageros de contraste. Veja o exemplo da escala de tamanho de fontes do LaTeX em PDF ou código fonte em LaTeX.

Observação: Também poderá indicar a cor da letra, mas deve ser usado com muito cuidado e com modelação quando se trata de  documentos científicos/formais. Para usar a cor no documento, veja o pacote color (quando usa do graphicx, não é necessário indicar, poi é lido automaticamente). Veja o comando do LaTeX e tabela de cores no formato PDF ou código fonte em LaTeX (requer geometry).

Referências

[1] Willians, R., (tradução: Gillon, L. K.) "Design para quem não é designer (noções básicas de planejamento visual)", 1994 - Callis Editora
[2] Goossens, M. et al., The LaTeX Companion, seccond edition, 2004, Adilson Wesley.
[3] diversos documentos distribuidos junto com LaTeX (http://www.ctan.org)
[4] documentos distribuidos pelo projeto LaTeX 3 (http://www.latex-project.org/).