Página Web do Sadao Massago     página LaTeX    English(Inglês)   Português


Início   Breve História do TeX   Documentos e Fontes   No Linux   Instalação em Windows   Ferramentas Auxiliares   LaTeX e Gráficos   Pacotes Importantes   LaTeX via Exemplos   Referências


Sistema (La)TeX no Linux

Normalmente o TeX pode ser instalado facilmente usando o gerenciador de pacotes, mas algumas configurações do editor é necessário para bom funcionamento e compatibilidade.
Aqui será apresentado diversos aplicativos que poderá ser útil, assim como configuração básica do editor e visualizador. Maioria dos aplicativos apresentados podem estar no seu repostório (o site do desenvolvimento não oferece pacote binário para toda distribuição). Assim, verifique se está disponivel no repositório da sua distribução antes de tentar o arquivo do site de desenvolvimento. Note que a maioria dos aplicativos apresentados aqui são de multi plataforma, sendo possível usar também no windows.

É recomendável que configure o editor/visualizador para ter o sincronismo do editor/visualizador.
Caso trabalhe em conjunto com os usuários de Windows, também é aconselhável que configure pelo menos um edior de LaTeX na codifição ISO-8859-1 (latin1 no LaTeX) para evitar problema de acentuação direta feito no Windows português. Apesar de TeXmaker, mesmo na versão para Windows,  pode editar na codificação UTF-8 (utf8x no LaTeX), muitos usuários de Windows não gostam da ideia de mudar as configurações. A melhor opção é sempre usar o comando de TeX para acentuar, o que independe da codificação usado pelo editor, mas isto aumenta o tempo de digitação.

Sumário

Para outros aplicativos, veja a seção de  Ferramentas Auxiliares.

Editor para LaTeX

Para incianates, o kile e TeXmaker são mais recomendados. TeXMaker vem com vsualizador de PDF embutido e o Kile usa o Okular.
Em geral, estes editores e visualizadores são instalados do repositório. Logo será explicado somente o processo de configurções.
Para usar o recurso de syncTeX no kile, requer Okular da versão após o segundo meado de 2009. Para TeXMaker com visualizador de PDF embutido com syncTeX, requer 2.1 ou superior.

Os caracteres acentuados diretamente no teclado depende da codificação o TeX do linux e MacOSX atual usam nativamente o utf8 (quando é compilado no linux, a especificação \usepackage[utf8]{inputenc} não é necessária) para evitar problemas de escrita, permitindo escrever em vários idiomas (não só acentuação do português). No entanto, maioria dos usuários de Windows continuam usando o latin1 (iso-8859-1) que é a codificação nativa da versão de windows em português. Isto causa confusão entre os usuários de (La)TeX no Brasil. Se quer ter certeza de que não cause problemas, use o comando de TeX para acentuar (exceto no LyX que armazena em  unicode e converte para codificação apropriada durante a compilação).
O TeXMaker 2.3 implementou a detecção de codificação incompatível  com a cofiguração do editor e quando for possível etectar a incompatiblidade, permite escolher a codificação desejada quando abre o arquivo. O TeXWorks grava a codificação como comentário para detectar corretamente quando abre, mas isto só funciona se o arquivo for criado originalmente no TeXWorks e estiver abrindo novamente no TeXWorks. A maioria dos editores abrem o documento com a codificação do editor e os caracteres incompatíveis serão perdidos. Assim, quando efetuar a troca de arquivos, abra o arquivo e veja se os acentos estão corretamene exibidos no editor antes de compilar (lembre-se que quando compila, salvará o arquivo, podendo efetuarperda de caracteres acentuadas no caso de estar com configuração de codificação incompatível).

LyX

site: http://www.lyx.org/
LyX é um editor de LaTeX no estilo WYSIWYG (o que vê é o que obtém) que usa o LaTeX como processador final, similar ao Scientific Work Place (comercial) para windows, TeXMacs (freeware) para Linux (roda no windows usando cygwin) e edoc (freeware - cross platform). edoc parece bom editor, mas ele não suporta equações matemáticas de forma adequada. TeXmacs é um pouco pesado, mas é útil para gerar relatórios científicos devido a integração com o CAS (Sistema Algébrico Computacional), funcionando como o MathCAD (comercial) para Windows. O Scientific Work Place (comercial) também tem a função similar, mas o LyX evitou recursos deste tipo, deixando leve e eficiente para elaborar documentos, o que fez destacar em relação aos seus concorrentes (mesmo comparado com  os comerciais).
Estes tipos de programas não é um "front end". Isto significa que o usuário não precisa ter conhecimento sobre LaTeX. O texto pode ser editado normalmente como em qualquer processador de texto e as fórmulas matemáticas, referências cruzadas, seções, índices, etc podem ser inseridos através do menu, botão e painel. No entanto, LyX e TeXMacs possuem uma interface especial que melhora o rendimento de quem conhece os comandos de LaTeX. Eles permitem que as seqüências de caracteres digitados no estilo LaTeX sejam convertidos automaticamente para equações correspondentes. Devido a este tipo de recursos, não é necessário ficar clicando os símbolos com mouse exceto quando não lembram dos comandos correspondêntes (quem não conhece o LaTeX pode achar que clicar símbolos seria mais fácil, mas digitar seqüências de comandos é bem mais rápido - (parece que a seqüência de comandos de digitão da fórmula do Scientific Work Place não é mesma LaTeX, o que complica o usuário). Devido a este recurso, a edição dos textos matemáticos no LyX e TeXMacs são tão rápido quanto editar diretamente o código fonte do LaTeX. Para o usário mais exigente, o LyX permite inserir blocos de comandos do LaTeX diretamente no texto. Assim podemos usar comandos e ambientes do LaTeX definidos pelo usuário, ou que ainda não está sendo suportado pelo LyX, ou que ainda não sabe como usar no LyX.
O editor tem interface similar a do editor comercialdo Scientific Work Place de Windows, mas LyX é leve e integra perfeitamente com o LaTeX. Com a interface amigável, os usuários com pouco ou nenhum conhecimento de LaTeX poderá produzir textos. Na medida que aumenta o domínio sobre LaTeX (principalemnte os comandos para fórmulas matemáticas), a eficiência aumenta. Em geral, o usuário com conhecimento médio de LaTeX consegue elaborar documentos significativamente mais rápida do que usuário com conhecimento básico em LaTeX. Portanto, o usuário de LyX não está dispensado de aprender LaTeX.  O código LaTeX exportado pelo LyX é limpo, sendo muito próximo do código editado manualmente. A importação dos códigos fonte de LaTeX também é muito bom.

Caso ocorra erros duarante a compilação (quando tentar visualizar em DVI, PS ou PDF), os erros serão marcados com um icone na posição correspondente do texto e a ferramenta de navegação permite uma localização rápida deste erro. Ao clicar sobre este ícone, será mostrado o erro gerado pelo LaTeX.

sobre spell checker (corretor ortográfico): O dicionário "word list" será especificado durante a instalação e o instalador encarregará de abaixar e instalar. O corretor ortográfico é envocado pela tecla F7 ou pelo menu "tools->spellchecker". A verificação será iniciada na posição do cursor.  Se aparecer o erro dizendo que não pode ler a lista correspondênte a linguagem "xxx",  significa que o dicionário correspondênte não foi instalado.
Neste caso, deverá instalar o suporte ao idioma usando o gerenciador de pacotes.
Até o momento (abril de 2009), o dicionário em portugues não era da nova regra gramatical. Diferente do TeXMaker, o LyX ainda não aceita o dicionário de Open Office, mas o LyX 2.0 que está quase pronto parece aceitar, além do verificador ortográfico no tempo real (sublinhar palavras erradas).

Um pouco sobre o modo matemático: O Lyx e TexMacs, costuma inserir um par de chaves de forma automática quando digita os comandos. Com isso, x^12 seria convertido corretamente como x^{12}, mas x^2_i será convertido como x^{2_{i}}. Portanto, quando quer que seja x^2_i, deverá digitar x^2<espaço ou seta para direita>_i que será convertido para x^{2}_{i}. Situações similares podem ocorrer para outras seqüências de comandos.
O modo matemático no estilo inlinestyle pode ser feito pelo <ctrl>M e no modo displaystyle é feito com <cntrol><shift>M.  Após digitar o comando de LaTeX, precione o <SPACE> para LyX interpretar o comando. A raiz quadrada é \sqrt, mas a raíz n-ésima é inserida pelo comando  \root exclusivo do LyX (não existe o comando \root no LaTeX). No  LaTeX, raiz n-ésima é inserido usando o parámetro opcional sobre \sqrt, mas digitar o parámetro opcional na formula dentro do LyX não é suportado. Assim, criou o comando virtual \root.
Se precionar <ctrl><ENTER> dentro da fórmula de uma linha, o campo é convertido para eqnarray em vez do recomendado align do pacote amsmath. Para ter controle, use o menu "Edit->Math->Change Formula Type". Uma vez convertido ou inserido a fórmula de multiplas linhas, poderá usar o <ctrl><ENTER> para abrir linhas novas. Note que podemos definir macro do LaTeX usando mini buffer em vez de escrever no "preamble". Comando definido pelo mini buffer sera mostrado corretamente dentro do LyX, mas o que foi definido no "preamble" só será exibido corretamente no DVI/PS ou PDF (no LyX, será mostrado o comando em si e não o resultado). Para estas e outras informações, veja o "help->user guide".

sobre a chamada de CAS (Computer Algebra System): O LyX pode chamar o Octave, Maxima, Mathematica (comercial) ou algumas funções do Maple (comercial) para efetuar cálculos, contanto que eles estejam instalados. Para isso, digite a fórmula no modo matemático e posicionando o cursor no final dele, Entre em "Edit->Math->use Computer Algebra System" e escolha o sistema desejado. O LyX chama o sistema escolhido e coloca a resposta como fórmula no caso de sucesso. Note que o octave efetua cálculo numérico, enquanto que Maxima efetua cálculo simbólico (tal como integral). A fórmula deve estar escrito corretamente, usando o comando LaTeX (por exemplo, nome das funções). Se alterar a fórmula, é necessário recalcular.

Observação 1: A configuracao padrão do documento é "use AMS package automatically" (LaTeX está compilado para carregar pacote AMS automaticamente). É recomendável que coloque em "usar os pacotes do AMS", pois se o código LaTeX for inserido diretamente no documento, o LyX não detectará a necessidade e deixa de carregar o pacote matemtico do AMS. isto vale também quando importa o documento LaTeX. Entre na opção "Document->settings" e no "math package", tire o check de "use AMS package automatically" e cheque o "use AMS package".
O usuário com conhecimento LaTeX podem acrescentar pacotes no preamble do documento através do conhecido usepackage, assim como comando e configuração pessoal.
Observação 2: A opção de compilação e visualização pode ser ajustados pelo "tools->preferences". No [file handling], o "converters" lista os convertores (e compilação) e o "file formats" lista os visualizadores. As suas configurações podem ser alterados conforme necessidade.

Observação 3: Para usar o LyX para editar documento em japonês com o pTeX, é necessário instalar o arquivo adicional para babel do site http://wiki.lyx.org/Windows/Japanese (não usa hifenização em japonês, mas LyX usa insiste em usar quando compila). Descompacte o arquivo japanese.zip e coloque os arquivos japanese.ins e japanese.dtx na subpasta  "/usr/share/texmf/tex/latex/japanese"
Agora, entre no terminal e na pasta acima onde colocou os arquivos e execute o platex para processar o japanese.ins
/usr/share/texmf/tex/latex/japanese$ sudo platex japanese.ins
que deve gerar o arquivo japanese.ldf para pacote babel. Outros arquivos não são mais necessários.
Agora execute o texhash
#sudo texhash
Caso não seja superusuario, poderá deixar o arquivo japanese.ldf junto ao arquivo lyx.

TeXMaker/TeXMakerX

site: http://www.xm1math.net/texmaker/
site: http://texmakerx.sourceforge.net/.
texmaker nolaunchpad: https://launchpad.net/ubuntu/natty/amd64/texmaker/2.2.1-1ubuntu1.
O TeXMakerX é uma versão incrementada do TeXMaker e a configuração é o mesmo, exceto que o nome do aplicativo é texmakerx e não o texmaker, o que precisa tomar cuidados durante a configuração do okular e similares.
O TeXMaker/TeXMakerX possuem o visualizador de PDF embutido capaz de sincronizar com o editor através da tecnologia syncTeX, a partir da versão 2.1. Portanto, sempre instale a versão 2.1 ou posterior. Caso a versão do repositório for anterior a 2.1, abaixe o insalador diretamente do site oficial. Caso do ubuntu, o TeXMaker pode ser abaixado do lanchpad, pois a versão do site oficial é para debian e requer alguns ajustes (veja a observação no final desta seção).

Para configurar TeXMaker, entre no menu
Options->Configure TeXMaker

Fontes, Codificação e verificação ortográfica

Se usar o acento e quer que seja compatível com o usuário de Windows, é recomendável que escolha codificação usado no windows desejado. O TeXMaker  permite editar em diversas codificações mesmo no windows, mas isto não é possível para muitos editores de windows.

[Editor]
  Editor font family: <a fonte desejada>
  Editor font size: <o tamanho desejado. Por exemplo, 12>
  Editor font encoddings: <codificação desejada>
    Alguns exemplos:
      ISO-8859-1(Europa Ocidental)
      Usado no windows em português.
      É necessário colocar especificação no preamble do documento LaTeX
      usepackage[latin1]{inputenc}
   UTF-8 (Unicode)
      Codificação universal. Padrão para linux. Quando usa no windows, é necessário colocar especificação no preamble do documento LaTeX.
     \usepackage[utf8]{inputenc}

  spelling dictionary: <adicione o desejado>
  [v] inline (keep checked)
  Obs.: Para instalar dicionário novo, use do Open Office.
  http://wiki.services.openoffice.org/wiki/Dictionaries
  que costuma ser colocado na pasta /usr/share/texmaker
  (na pasta própria, se não for super usuário)

Ajustando a configuração do LaTeX e PDFLaTeX
O syncTeX vem desativado por padrão. Assim, é necessário ajustar a configuração da chamadas de latex e pdflatex.

[comands]
LaTeX: latex --synctex=1 --src -interaction=nonstopmode """%.tex"""
PDFLaTeX: pdflatex --synctex=1 -interaction=nonstopmode """%.tex"""

Note que "--synctex=1"  (ou --synctex=-1 para não complimir o arquivo auxiliar) é para cincronismo de editor com visualizado de PDF e deverá ser colocado tanto no latex como no pdflatex. O "--src" é para sincronismo do editor com o visualizador de DVI e será colocado somente no latex.

A busca direta/inversa com o PDF já estará ativada.

busca direta/invera com o visualizador de DVI
O TeXMaker usa o visualizador embutido para PDF, o que dispensa a configuração para PDF, mas para o DVI, usará um visualizador externo. O okular e o xdvi são opções mais usadas para DVI quando quer ter o sincronismo.
[commands]

Caso de TeXmaker:
DVI viewer: okular --unique "file:%.dvi##src:@ %.tex"
PDF viewer: (x) build in viewer ( ) external viewer:  okular --unique "file:%.pdf##src:@ %.tex"

Caso de TeXMakerX:
DVI viewer : okular --unique "file:%.dvi#src:@ ?c:m.tex"
PDF viewer: (x) build in viewer ( ) external viewer:  okular --unique "file:%.pdf#src:@ %.tex"

PDF viewer: okular --unique "file:%.pdf#src:@ ?c:m.tex"

Note que o visualizador de PDF embutido no TeXMaker 2.1 ou superior suporta o syncTeX (para busca inversa, clique com botão direito sobre PDF). O visualizador embutido é mais rápido e leve que o okular, mas ainda não tem o suporte de efeito de transição dos slides. Para abrir o visualizador externo, clicando em 'external viewer'  no canto direito supeior do visualizador de PDF embutido.

Se desejar usar xdvi no lugar de okular, configure
DVI viewer (caso de TeXmaker): xdvi -editor "texmaker %f -line" %.dvi -sourceposition @:%.tex
DVI viewer (caso de TeXMakerX): xdvi -editor "texmakerx %f -line" %.dvi -sourceposition @:%.tex
Obs.: A única diferença entre TeXMaker e TeXMakerX é nome do programa.

Nota: Nao podera usar o caminho do arquivo contendo espacos quando chama o okular (""" usado para compilação não funciona para caso de okular).

Configure o Okular

No caso de okular atual (2010)
Settings->Configure Okular
[editor]
  editor: custon text editor
  command: texmaker %f -line %l
Obs.: Se for TeXmakerX, coloque
  command: texmakerx %f -line %l

No caso de kdvi (e talves em alguma versão do okular), requer %f no parámetro. Lembre-se que kdvi nao funciona para PDF.
[editor]
  editor: custon text editor
  command: texmaker %f -line %l
Obs.: Se for TeXmakerX, seria
  command: texmakerx %f -line %l

No caso de okular atual (2010), use <shift> <left button> para busca inversa no DVI ou no PDF.
No caso de kdvi e xdvi (talves tambem em alguma versao do okular), use <ctrl> <left button> para busca inversa no DVI.

Para mais documentos sobre TeXMaker e TeXMakerX, veja
http://www.xm1math.net/texmaker/doc.html
e
http://texmakerx.svn.sourceforge.net/viewvc/texmakerx/trunk/utilities/usermanual_en.html?content-type=text%2Fhtml

sobre spell checker (corretor ortográfico): O dicionário "word list" usado pelo TeXMaker/TeXMakerX é o mesmo do Open Office disponível em http://lingucomponent.openoffice.org/. Seguindo o link, a versão portugues brasileiro chega no site  http://www.broffice.org/verortografico/baixar). Abaixe o arquivo do "VERO -- Verificador ortográfico"  e descompacte e copie os arquivos "pt_BR.dic" e "pt_BR.aff" para pasta do TeXmaker ( /usr/share/texmaker). Agora, entre em Options->Configure TeXMaker e no "spelling dictionary", indique o dicionário adicionado (se não for super usuário, poderá deixar o dicionário na sua pasta).

caso do TeXMaker do site ofical
O TeXMaker do site oficial da versão debian podem ser instalados no ubuntu, mas pode requerer alguns cuidados.
1. Se texmaker nao for executado, crie um link simbolico para libtiff como super usuario
cd /usr/lib
sudo ln -s libtiff.so.4 libtiff.so.3

2. caso não acentuar, desaive o ibus.
Como usper usuário, entre em system->administration->language support. Escolha "none" para "keyboard input system".
Efetue logout/login e verifique se outros aplicativos continuam acentuando. Caso nlteo ibs e procure outra alternativa, como usar texmaker do launchpad ou o texmakerx.

Kile

Kile é o editor mais famoso do linux para (La)TeX. Ele foi desenvolvido a partir do TeXmaker, mas só funciona no linux. Os desenvolvedores de kile e do texmaker tentam manter similaridade na sua interface para facilitar o usuário.
Para configurar o kile, entre no menu
Settings->Configure Kile

Fonts
[Editor]
  Fonts & Colors
    [font] Selecione fonte e tamanho desejado.

Codificação
Se usar o acento e quer que seja compatível com o usuário de Windows, é recomendável que escolha codificação usado no windows desejado. O TeXMaker  permite editar em diversas codificações mesmo no windows, mas isto não é possível para muitos editores de windows.

[Editor]
  Open/Save
Encoding: <selecione a codificação desejada>
Alguns exemplos:
  Europa Ocidental (ISO-8859-1)
      Usado no windows em português.
      É necessário colocar especificação no preamble do documento LaTeX
      usepackage[latin1]{inputenc}
  Unicode (UTF-8)
      Codificação universal. Padrão para linux. Quando usa no windows, é necessário colocar especificação no preamble do documento LaTeX.
     \usepackage[utf8]{inputenc}

corretor ortográfico (Spell Check)

[Editor]
    Editing
    [spellcheck]
    Default language: <selecione o desejado>
    [v] automatic spell checking enabled by default

busca direta/inversa no DVI/PDF

[tools]
  build
    latex
      select: modern
      Nota: Como ele está somente com suporte a source specials no DVI, é aconselhável ativar syncTeX também (necessário, se usar PDF convertido do DVI (usando dvipdfm ou dvips+ps2pdf). Adicione o "-synctex=1" na opção, tornando
        -synctex=1 -src-specials -interaction=nonstopmode '%source'   
    pdflatex
      select: modern

configure Okular

settings->configure okular
[editor]
  editor: kile

No caso de okular atual (2010), use <shift> <left button> para busca inversa no DVI ou no PDF.
No caso de kdvi e xdvi (talves tambem em alguma versao do okular), use <ctrl> <left button> para busca inversa no DVI.

TeXWorks (em desenvolvimento)

site: http://www.tug.org/texworks/
O recurso do PDF sync fora do MacOSX não é canônico. No widows, só tornou possível com o sumatraPDF e, 2008 e o linux, ainda esta sem suporte razoável (em 2009). Falta de suporte ao PDF sync é uma das maiores barreiras para que o usuário deixe o DVI para o passado. Em 2008, iniciou o projeto TeXWorks na qual está implementando o ambiente de codigo aberto e de multi plataforma, com editor e visualizador de PDF sincronizando através do PDF sync. A versão de teste pode ser encontrado no site de desenvolvimento.

Gummi em desenvolvimento

site: http://gummi.midnightcoding.org/
O gummi é um editor que compila no tempo real, isto é, atualiza o PDF enquanto digita no editor do código fonte, como é feito no TeX comercial do Mac. O visualizador e o editor do código fonte é sincronisado pelo uso da tecnologia syncTeX.

Outros editores

Além do editor clássico como o emacs, existem várias opções para LaTeX, incluindo o winefish e gemmi. Outros editores para programadores tais como geany, gedit, etc possuem plugins para LaTeX.

Para outros aplicativos, veja a seção de  Ferramentas Auxiliares.